Topo
18 maio

Clássicas e atemporais.

Hermés

Chanel 2.55

Celine

(imagens: Reprodução)

As it bags estão abrindo espaço para o retorno triunfante dos modelos clássicos das grandes grifes. Mais simples com tamanhos modestos e logos bastante aparentes, as clássicas estão voltando às vitrinas das principais marcas.

Uma das primeiras a entrar nesta procura por formas clássicas foi Phoebe Philo, da Céline, ao trazer suas “anti-it-bags” na coleção minimalista do verão 2010. A partir de então, viu-se peças já eternizadas novamente como objetos de desejo, como o modelo Kelly, da Hermès; a Lanvin Happy Bag; a iconográfica Chanel 2.55; e as notórias padronagens da Louis Vuitton, até Marc Jacobs investiu em uma versão atemporal.

“O desejo pela compra de bolsas está de volta e as peças do momento são modestas, simples e clássicas. A qualidade mais uma vez encontra-se no material”, diz Katie Hillier, designer da marca inglesa de acessórios.

(Visited 16 times, 1 visits today)
Equipe do Pro
Nenhum Comentário

Leave a reply