Topo
19 set

Clipping • Mais cor por favor • Revista Claudia

Confira a matéria "Mais cor por favor" da revista Claudia com três transformações capilares feitas pelo salão Marcos Proença.

A revista Claudia deste Setembro mostrou transformações em três mulheres com o mesmo desejo: mudar radicalmente a cor dos seus cabelos. Nossos hairstylists Evelyn Goulart, Alex Moraes e Camila Oliveira aceitaram o desafio e colocaram em prática o desejo da Clara, Natalia e Tatiana. Abaixo você confere a matéria “Mais cor por favor!”.

A Clara era morena, mas já teve várias nuances e cortes diferentes. Dessa vez, ela ficou ruiva pelas mãos da Evelyn. “Quando os fios já possuem algum tipo de coloração, como no caso da Clara, é necessário remover todo o pigmento antes de depositar o tom de ruivo escolhido. É uma nuance que tende a desbotar, mas o uso de produtos específicos para cabelo coloridos ajuda muito. Assim, é possível adiar o retoque dando um intervalo de 45 dias, em média. No salão ou em casa, sugiro tratamentos de reconstrução mensais e de nutrição semanais, que também contribuem para manter o efeito de brilho”, explica a hairstylist.

Confira a matéria "Mais cor por favor" da revista Claudia com três transformações capilares feitas pelo salão Marcos Proença.

A Natalia também já teve diversas tonalidades capilares, do preto ao loiro claro. Dessa vez, ela queria ficar totalmente loira, mas seus fios não passaram no teste de mecha e por isso foram feitas algumas luzes para começar o clareamento. “O teste de mecha foi essencial para a transformação da Natalia. É ele quem dita as regras da descoloração e mostra até onde podemos chegar. Mesclar tratamentos com o processo químico ameniza os estragos. Por isso, usei um protetor que fortalece o cabelo sutilmente ao clareamento. Muita gente também acaba sofrendo com o corte químico por não dar o intervalo necessário entre uma química e outra. Por segurança, sugiro esperar de seis meses a um ano.”, conta Alex, responsável pelos fios da Natalia.

Confira a matéria "Mais cor por favor" da revista Claudia com três transformações capilares feitas pelo salão Marcos Proença.

Já a Tatiana sempre foi loira, em tonalidades que variaram do mais claro ao mais escuro. A hairstylist Camila Oliveira foi responsável por escurecer os seus fios. “É muito mais difícil realizar uma transformação do loiro para o castanho do que o contrário. Principalmente se o cabelo for descolorido, procedimento que o deixa extremamente sensibilizado. A porosidade dos fios impede que a cor escolhida se fixe e se mantenha na nuance proposta. Então o passo a passo da transformação é mais complexo. No caso da Tatiana, precisei fazer uma pré-pigmentação para evitar que os fios ficassem esverdeados. Depois tonalizei para reforçar a nova cor. Minha sugestão, é que em casa, ela priorize a manutenção usando shampoos e máscaras protetoras e evitando produtos de limpeza profunda, que tendem a acelerar o desbotamento”, explica Camila.

Confira a matéria "Mais cor por favor" da revista Claudia com três transformações capilares feitas pelo salão Marcos Proença.

 

Confira a matéria na íntegra na edição de Setembro/2018 da Claudia.

(Visited 354 times, 1 visits today)
Marcos Proença
Nenhum Comentário

Leave a reply