Topo
7 maio

O permanente hoje

A Helô Bassi que trouxe ondas para os cabelos da Michelle  Matsumoto (abaixo), explica que o permanente de hoje não tem nada a ver com o que nos lembramos dos anos 80 e início de 90. Hoje os produtos exalam menos cheiro e possuem fórmulas balanceadas. Mas o que faz a diferença no processo é a avaliação das etapas, que devem ser feitas pelo profissional que estará realizando o processo.

Depois dos cabelos lavados, a Helô avalia e observa a saúde dos fios e principalmente se eles já possuem química. Isso vai determinar a quantidade e o momento de aplicar o líquido de permanente. As forças do líquido também podem variar e dependem do efeito desejado. O permanente pode resultar em ondas suaves e até cachos.

Na hora de enrolar os bigudins, a experiência do profissional também conta. A quantidade, o tamanho dos bigudins e a forma de enrolar os cabelos é que determinam o resultado final.

O tempo de pausa com o produto agindo nos fios varia de 15 a 30 minutos. Em seguida é avaliada a forma que o cabelo adquiriu e aplica-se o neutralizante – que sela a cutícula dos fios e paralisa o processo.
Todas essas etapas duram em média duas horas e meia e o efeito dura de 4 a 5 meses.

Vejo o antes e o depois no Blog do Pro

(Visited 77 times, 1 visits today)
Equipe do Pro
2 Comentários
  • Marina

    Olá, onde posso encontrar profissionais que façam esse permanente em São Paulo ou Campinas? Pois queria cachos médios. Alguma indicação?
    Obrigada.

    25 de março de 2014 at 1:05 Responder
    • Redação

      Oi Marina, infelizmente não temos nenhuma indicação precisa… como esse post é de 2010 fica mais complicado ainda! rs
      O melhor a fazer é procurar entre os cabeleireiros que você já conhece ou frequenta se eles fazem ou conhecem. Como é uma técnica pouco procurada atualmente, muitos cabeleireiros não anunciam o serviço!

      25 de março de 2014 at 16:38

Leave a reply