Penteados • Cannes • red carpet • amfAR

Penteado pode deixar a mulher forte, muito rica, mas tem que conversar com a personalidade, com a roupa e a ocasião. O melhor é não experimentar em dias importantes, um bom conselho é conhecer o cabeleireiro e saber que produto funciona melhor no seu cabelo. Podem acontecer muitas surpresas no dia da festa. Para ficar com um visual lindo não precisa de muito detalhe, às vezes o simples é melhor. Selecionei uns penteados do amfAR e de Cannes, daquelas mulheres chics e lindas que amamos. Faço com carinho para vocês, meu desejo é colaborar. Meu critério sempre é o cabelo mais possível, real e que enfeita. Acho divertido cabelo estranho, make-up esquisita, mas não desejo para ninguém, ahaahaha! Amaria sempre escrever com muuuuitos caracteres para vocês, mas é uma pena, tô sempre sem tempo. Bem, o penteado pode ser com volume ou justo na cabeça, pode ser de impacto ou do tipo não me arrumei.

Adoro o messy da Diane Kruger, no melhor estilo ninho de mafagafo ahahaha! Sério, eu adoro, a trança mal feita com cabelo da franja deu um toque a mais.

Tô de amores com Jane Fonda, desejo que todas as mulheres cheguem na idade dela liiindas como ela (façam academia meninas e RPG, postura auxilia o sucesso).

E essa Bar Refaeli tá cada vez mais luminosa, um cabelo tão simples e fica boa menina, levanta a expressão.

A Doutzen Kroes está de rabo de cavalo com acabamento feito à mão, moderno. Sem passar escova ou pente. Esconder o elástico caracteriza que alguém fez, que tem um cuidado, a textura também é importante. Não é só um rabo.

A Alinne Moraes nos dá orgulho! Linda, cabelo solto com ondas de babyliss pequeno (veja mais, aqui). Ela foi convidada da L´Oréal, e estava usando um vestido do Reinaldo Lourenço. Se você tem pouco cabelo pode colocar uma extensão para dar um volume a mais.

Charlene Wittstock está sempre perfeita, ela não tem problema com o cabelo fino. Franja para o lado, coque baixo, elegante.

Kirsten Dunst, princess style, (as tranças nunca mais vão deixar a gente néam?! A Diane Kruger tem uma na franja também) cabelo preso garante que o penteado não vai desmanchar. A fita com micro pérolas ou bolinhas reforça a tendência dos acessórios.

A Madonna se torna um fenômeno da juventude com o cabelo solto e justo no topo, anti década de 60 e 80 (que ela já fez bastante uso),ela se sente segura com o cabelo em volta do rosto, ondas largas ou menores. Ela virou a queen of babyliss (ahahaahaha! adorei o termo que inventei ahahaa!)!

Milla Jovovich é mais uma mulher que investe no solto quase sempre para lateral com esse ar diva de cinema e às vezes mermaid.

Acho interessante esse cabelo da Julia Saner porque é de lado, mas a franja é justa na testa. Aí fica mulher fina,com a franja com volume fica sexy, esse é novo e mais chic.

A Alessandra Ambrósio deixou o cabelo solto somente ao redor da orelha, tudo bem que ela é deusa, mas o penteado funciona de lado melhor que de frente.

Imagens: Reprodução


Bob Willoughby, Audrey Hepburn. Photographs 1953–1966

A eterna “Bonequinha de Luxo”, Audrey Hepburn, grande ícone da moda e uma das atrizes mais belas de todos os tempos, ganhou um livro exclusivo com fotografias inéditas clicadas pelo requisitado fotógrafo dos estúdios de Hollywood Bob Willoughby.

Bob acompanhou a atriz não só nos bastidores cinematográficos, mas também em sua vida privada, retratando momentos descontraídos e diversas facetas da beldade, que foram reunidas na obra “Bob Willoughby, Audrey Hepburn. Photographs 1953–1966”.  Considerado um item de colecionador para os fãs de Audrey, o livro, publicado pela Taschen, conta com apenas mil exemplares, todos numerados e assinados pelo fotógrafo, que faleceu em 2009.

Willoughby já clicou divas como Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor e Jane Fonda, mas nunca escondeu que sua verdadeira musa era Audrey. No livro, ele relata a primeira vez que a encontrou, em 1953: “Ela pegou a minha mão… como uma princesa, e me deslumbrou com aquele sorriso que Deus projetou para derreter os corações dos homens mortais”.

Vale lembrar, a importância de Audrey para o universo da moda, ao qual ficou vinculada a partir do filme “Cinderela em Paris”, em que sua personagem – uma balconista – se transformou em uma modelo de sucesso e desfilou Givenchy. Mas foi no clássico “Bonequinha de Luxo” o seu grande triunfo, onde imortalizou o “little black dress” (o pretinho básico) em um modelo assinado pelo mesmo estilista.

O livro de fotografias de Audrey pode ser visto no site da Taschen.

via Vírgula


Freja Beha

O Tom Ford não vai errar nunca??? rsrs Amo tudo que ele faz, o jeito que leva a vida e agora tô de amores com essa modelo,  como já falei ela é a queridinha do Karl Lagerfeld também. O corte tem inspiração em Jane Fonda no final dos anos 60. A franja é curta e o cabelo todo repicado desde o alto da cabeça. Tem que ter o cabelo com ondas ou liso porque crespo pode ficar com muito volume, se mesmo assim você desejar muito, pode fazer um processo químico para diminuir o volume, enjoy it!!